Objetivos

Num momento muito particular da história portuguesa e da União Europeia, este Encontro terá como finalidade analisar os mais recentes desenvolvimentos da educação e formação de adultos em Portugal e da aprendizagem ao longo da vida na Europa, tendo como objetivos específicos debater algumas questões como as seguintes:


- Que desafios enfrenta a educação e formação de adultos no contexto das mudanças sociais, económicas e políticas profundas que ocorrem na atualidade? 


- Como podem os educadores e formadores de adultos, os investigadores, os responsáveis por políticas, etc. confrontar estes desafios no quadro das políticas públicas? 


- Qual poderá ser o papel das organizações da sociedade civil neste âmbito? 


Efetivamente, o atual momento caracteriza-se por mudanças nos mais diferentes domínios da sociedade não sendo claras as suas consequências para a educação e formação de adultos (EFA). Os desafios que afetam este sector indiciam uma amplitude que extravasa os domínios educativos e formativos, dado que as alterações experienciadas envolvem áreas sociais, económicas, políticas, cívicas, culturais, etc.


Adicionalmente, é um facto que nos últimos anos se assistiu a interessantes desenvolvimentos no sector da educação e formação de adultos. As muitas e boas práticas que existem no terreno não só são desconhecidas do grande público e dos decisores políticos, como também, geralmente, se ignoram entre si. Daí a grande importância do processo preparatório do II Encontro Nacional durante o qual, através do site e de encontros de pequena dimensão, se deverá proceder à identificação sistemática de “quem é quem” na EFA em Portugal para que, num futuro mais ou menos próximo, seja possível a realização de uma Plataforma Nacional de EFA, representativa e atuante.


Para além do balanço que se pretende efetuar, este II Encontro permitirá perspetivar a educação e formação de adultos num futuro próximo.


De facto, sente-se desde há muito a necessidade premente da definição, dentro das políticas públicas, de um “quadro de continuidade e de sustentabilidade” para as estruturas e projetos da educação e formação de adultos, designadamente aquelas que dependem do Estado e, sobretudo, que emergem da Sociedade Civil cuja intervenção, de resto, tem sido essencial e fonte de valiosas inovações. Para esse efeito, o II Encontro Nacional deverá saber demonstrar o valor estratégico do chamado terceiro sector para a edificação de uma Sociedade Educadora em Portugal.


Tendo em conta a finalidade e os objetivos deste evento, o II Encontro Nacional está pensado a uma escala nacional, esperando-se uma participação de mais de 300 intervenientes, individuais e coletivos, da EFA em Portugal. 


Inscrições para assistir ao Encontro


As inscrições para assistir ao Encontro na Gulbenkian terão o limite de 300 pessoas e só poderão ser feitas eletronicamente através deste site. 


A inscrição tem o custo de 15 euros. O pagamento pode ser feito através de transferência bancária (ao balcão, pela Net ou no Multibanco) para o seguinte NIB da Caixa Geral de Depósitos 003500270008163483055. Para a inscrição ser válida, é necessário anexar o comprovativo da transferência bancária – digitalização do recibo (balcão ou Multibanco) ou comprovativo emitido pela net.